AMOR SEM A VERDADE NÃO É AMOR DE VERDADE! A VERDADE É A BASE DO AMOR!

quarta-feira, 1 de março de 2017

Buscai as coisas do CÉU, não as da TERRA!

Buscai as coisas do CÉU, não as da TERRA!

“PORTANTO, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.”
Colossenses 3:1 a 3

         O Espírito Santo inspirou o apóstolo Paulo a escrever essas palavras, não como uma ordem para que abandonemos a vida normal, nesta terra, dentro dos padrões Divinos, para ficarmos em casa olhando para o alto e aguardando o que virá.

         O problema não está nas coisas que fazemos por necessidade de sobrevivência temporária nesta terra e/ou para desfrutarmos, de forma bíblica, das maravilhas criadas por Deus.

         Mesmo assim, as coisas terrenas são infinitamente inferiores às celestiais, poucos conseguem enxergar tal diferença, apesar de serem temporariamente necessárias.

         O dinheiro, por exemplo, não é, em si, repugnante e pecaminoso, sendo apenas um bem de troca. O AMOR AO DINHEIRO, porém, é o grande problema da maioria dos seres humanos.

I Timóteo 6:
7 Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.
8 Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.
9 Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.
10 Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

         O AMOR AO DINHEIRO induz pessoas à incredulidade, mesquinhez, idolatrias, promiscuidades, prostituições, orgias, mentiras, assassinatos, crimes diversos, endeusamentos, exaltações...

         Tudo o que o dinheiro pode comprar reduz a maioria dos homens à cegueira espiritual e, consequentemente, o distancia quilometricamente de Deus.

Normalmente, as pessoas amam muito este mundo. De tal forma que não dão muita atenção ao que lhes sobrevirá depois que saírem daqui. Estão muito ocupados na luta pela ascensão financeira. Têm um desejo desenfreado de enriquecerem. Muitos não sabem nem o que fazer com tantos bens materiais. Para estes, as coisas espirituais são apenas detalhes “obrigatórios” com a finalidade de, quiçá, auferirem algum benefício na eternidade futura, de acordo com as heresias que aprenderam em suas seitas diabólicas. Outros, apostam em uma extinção final após a morte.

         De uma forma ou de outra, não adianta, Deus não irá mudar a sua Palavra em prol de tolas crendices. Querendo ou não, crendo ou não, tudo irá acontecer como já está exarado nas Escrituras Sagradas.  Todos os dias, milhares de pessoas saem deste mundo e passam para a eternidade. Agora mesmo, na eternidade, milhares estão reconhecendo que estavam errados em suas crendices, enquanto estavam na terra. Tarde demais!

         Os falsos profetas aproveitam-se da ganância e ambição, evidente na maioria das pessoas no mundo, para destilarem seus venenos doutrinários.        

O FALSO PROFETA E A BÍBLIA

         O diabo, aproveitando-se dos sentimentos de ganância e ambição, características da maioria dos seres humanos, usa falsos profetas, seus filhos, torcendo a Palavra de Deus, com intenções mesquinhas e/ou para exaltações em demonstrações de “poderio espiritual”.

II Pedro 3:
16 Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
17 Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
18 Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

         Os falsos profetas, tendo como seu professor o diabo, torcem as Escrituras Sagradas, interpretando passagens bíblicas, propositalmente, fora dos seus contextos.

EXEMPLOS

Exemplo 1:

Utilizam o texto de Hebreus 13.8:

Hebreus 13:
8 Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.

Os impostores espirituais utilizam o texto, acima, isoladamente para tudo o que seus intentos malignos intentarem.

Leiamos o versículo acima com os anteriores:

Hebreus 13:
1 PERMANEÇA o amor fraternal.
2 Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos.
3 Lembrai-vos dos presos, como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo.
4 Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.
5 Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.
6 E assim com confiança ousemos dizer: O SENHOR é o meu ajudador, e não temerei O que me possa fazer o homem.
7 Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver.
8 Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.
9 Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.

         A Palavra de Deus é claríssima! Seja a Bíblia a sua própria intérprete.

         O escritor aos Hebreus, inspirado pelo Espírito Santo, exorta os crentes Hebreus a permanecerem com o amor fraternal (já exercitavam esse amor), lembrarem-se da hospitalidade, dos presos (claro que os que eram presos pela pregação do evangelho), que o casamento entre os crentes seja imperioso para não se darem à prostituições, adultérios, etc., não usarem de avareza, contentarem-se com o que possuíam, lembrando que Deus sempre supriu os HEBREUS, fazendo alusão ao texto de Josué 1:5 e 6, que diz: “Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.” (a palavra foi direcionada a Josué, em favor do povo, pois Josué vivia em função de fazer a vontade de Deus para o povo). Já o versículo 7 (sete), de Hebreus 13:, acima, ensina aos crentes HEBREUS a imitarem a fé dos pastores que haviam passado pela igreja (a carta aos Hebreus foi escrita entre 62 d.C. e 64 d.C.), atentando para a maneira que eles viviam (com certeza muito diferente dos falsos profetas). Chegando ao versículo 8 (oito), lembra que “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.” Logo após, no versículo 9 (nove), exorta: “Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.”

         É claro que o escritor aos Hebreus, inspirado pelo Espírito Santo, ensina que os crentes (Hebreus) não deveriam estar preocupados com alimentos materiais, porque Deus sempre os supriu de tudo, e NÃO MUDASSEM A SUA CRENÇA, já ensinada pelos pastores que ali passaram, pois JESUS CRISTO NÃO MUDA. Estava instruindo os crentes a não seguirem DOUTRINAS VÁRIAS E ESTRANHAS, assim como o Senhor Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente, tudo o que foi ensinado por Ele NUNCA MUDARIA.   

Exemplo 2:

Naamã

         Um falso profeta torcendo em duas dobras o texto bíblico, de II Reis 5:, sobre Naamã, afirmou que assim como Deus ordenou a Naamã a mergulhar sete vezes nas águas sujas do rio Jordão para ficar curado da lepra, ele (o falso profeta) iria fazer o mesmo com uma roupa de “saco” marcada com digitais dos fiéis de suas igrejas. Assim, os fiéis ficariam curados e teriam prosperidade. Afirmou que esse procedimento é uma ordenação de Deus. Sem falar que para por a digital no pano, deveriam entregar uma grande “oferta de sacrifício”, em dinheiro. Misericórdia!

         Deus nunca afirmou que faria isto! O caso de Naamã foi só para Naamã! Ponto final.

Exemplo 3:

         Outro falso profeta ordenou que fosse construído um MEGATEMPLO e o nominou de “Templo de Salomão”. Misericórdia!

         Em primeiro lugar, o templo construído por Salomão, em Jerusalém, foi destruído por Nabucodonozor, rei da Babilônia, no tempo do rei Zedequias (Jeremias 52:).

         Em segundo lugar, quando o Senhor Jesus Cristo morreu na cruz os rituais e utensílios não seriam mais necessários, pois se cumpriu exatamente o que todo simbolismo vaticinava.

         Em terceiro lugar, é lógico que se Deus quisesse construir um outro templo para Israel, aqui na terra (isto não vai acontecer como vontade de Deus), com certeza não seria no Brasil, mas em Israel, mais precisamente em Jerusalém.

Exemplo 4:        

         Há um outro falso profeta que ensina a seus fiéis a expulsarem seus próprios demônios (espíritos maus). Diz para seus fiéis colocarem as mãos na cabeça e dizerem “Sai! Sai! Sai! Sai!”, assim os “espíritos maus” serão expulsos. Misericórdia! O crente é habitação do Espírito Santo (Romanos 8:9,11; I Coríntios 3:16,19). É completamente impossível o Espírito Santo estar no mesmo lugar que demônios! Então, alguém que “ordena” a espíritos maus (demônios) saírem do seu corpo está afirmando não ser um servo verdadeiro de Deus. É lógico!

Romanos 8:
9 Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.

Exemplo 5:        

         Os falsos profetas deslocam o texto de João 14:11 e 12 para afirmarem que Deus os escolheu para executarem demonstrações de poderes espirituais diante dos homens. Então, em exaltação, com gritos, uivos e muito ódio, são usados pelo diabo para esses feitos “espetaculares”.

Leiamos o texto:

João 14:
11 Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
12 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.

         Quais seriam as obras MAIORES que as que o Senhor Jesus Cristo fez?

         Seria expulsar demônios? Ou curar enfermidades? Ou RESSUSCITAR MORTOS?

         Bem! Leiamos Mateus 10:8

Mateus 10:
8 Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.

         Observe, no texto transcrito acima, que a ORDEM para RESSUSCITAR OS MORTOS vem antes de EXPULSAR OS DEMÔNIOS!

         Bem! Por que, então, os falsos profetas não RESSUSCITAM OS MORTOS. Ele não diz “ressuscitai algum morto” ou “ouvi dizer que...” ETC. Ele ORDENA: RESSUSCITAI OS MORTOS!

         Será que EXPULSAR DEMÔNIOS é uma “obra” maior que RESSUCITAR MORTOS? É claro que não!

         Será que os falsos profetas não RESSUSCITAM OS MORTOS porque os MORTOS NÃO TÊM FÉ? Hum!!!

         Quais serão, então, as OBRAS DO SENHOR JESUS CRISTO?

         No texto, transcrito no início deste exemplo, lemos que as OBRAS DO PAI são as mesmas OBRAS DO FILHO. Leia:

João 14:
11 Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.

         Alguns, dentre a multidão, perguntaram ao Senhor Jesus o que deveriam fazer para executarem as OBRAS DE DEUS. Leia o que o Senhor Jesus Cristo respondeu:

João 6:
28 Disseram-lhe, pois: Que faremos para executarmos as obras de Deus?
29 Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou.

         Dentro do contexto bíblico as OBRAS do PAI são as mesmas OBRAS do FILHO.

No versículo 29, de João 6:, o Senhor Jesus Cristo não afirma “uma das obras de Deus é esta”, mas: “A OBRA DE DEUS É ESTA: QUE CREIAIS NAQUELE QUE ELE ENVIOU.”.

No mesmo capítulo 6, de João, nos versículos 37 a 41, especialmente no versículo 40, Ele reforça essa afirmação:

João 6:
37 Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.
38 Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.
39 E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia.
40 Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.
41 Murmuravam, pois, dele os judeus, porque dissera: Eu sou o pão que desceu do céu.

         Concluímos, então, que AS OBRAS que o Senhor Jesus Cristo se referiu, em João 14:12, que os crentes fariam maiores que as que Ele fazia é GANHAR ALMAS PARA O SEU REINO. Por que as obras seriam maiores? Ele mesmo respondeu no próprio versículo 12 “porque eu vou para meu Pai.”

         Dentro do contexto, o Senhor Jesus Cristo, no mesmo capítulo 14:, nos versículos 23 a 26, Ele explica porque os crentes fariam “MAIORES OBRAS” QUE ELE FEZ, ou seja, GANHARIAM MAIS ALMAS:

João 14:
23 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.
24 Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.
25 Tenho-vos dito isto, estando convosco.
26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

         É claro que as “MAIORES OBRAS” que Jesus se referiu é GANHAR MAIS ALMAS. Este feito só é possível em virtude da ação do ESPÍRITO SANTO que Ele deu a todo aquele que o recebeu como Único Salvador e Senhor. O quantitativo de pessoas que se converteram, pela ação do Espírito Santo, após a subida do Senhor Jesus Cristo ao céu, até hoje, com certeza, é MUITO MAIOR que as que se converteram enquanto Ele ainda estava, em CARNE, aqui na terra.

         Os falsos profetas consideram as “maiores obras” como sendo curas e expulsões de demônios, mas não são e nunca foram. Esquecem-se que o Senhor Jesus Cristo ordenou que RESSUSCITASSEM OS MORTOS. Isto eles não conseguem fazer.
        
         O que chama muito a atenção é que quando os falsos profetas perguntarem ao Senhor Jesus Cristo:Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?” (Mateus 7:22), NÃO PERGUNTARÃO:em teu nome não ressuscitamos muitos mortos”... Sabem por que os FALSOS PROFETAS não dirão ao Senhor Jesus Cristo que ressuscitaram mortos? Porque FALSO PROFETA NÃO CONSEGUE RESSUSCITAR OS MORTOS!

Leia o texto:

Mateus 7:
15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
...
22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.

         Na verdade, NÃO FOI O SENHOR JESUS CRISTO que concedeu essas “PROFECIAS”, “EXPULSÕES DE DEMÔNIOS” e “MARAVILHAS (MILAGRES)” aos FALSOS PROFETAS, mesmo esses embusteiros tendo usado o seu Nome. Sabem o por quê? Porque o Senhor Jesus Cristo afirmará, conforme o versículo 23, de Mateus 7:, que NUNCA OS CONHECEU. Nunca conheceu esses FALSOS PROFETAS. Concluímos, assim, que essas “PROFECIAS”, “EXPULSÕES DE DEMÔNIOS” e “MILAGRES (MARAVILHAS)”, feitas pelos FALSOS PROFETAS, NUNCA FORAM do SENHOR JESUS CRISTO, ainda que eles tenham usado o seu Nome.

INSTITUIÇÕES DIABÓLICAS

         Dentre as instituições religiosas estabelecidas pelo diabo, com seus falsos profetas, há:

1 - A romana, fundada em 325 d.C. por Constantino Magno, no Concílio de Nicéia, que cobrava escandalosas quantias por indulgências pelos pecados dos seus fiéis, comércio de imagens de escultura, criação, ao longo dos séculos, de dogmas e superstições, inserção de amuletos “protetores” e de identificações, pagamentos por rituais religiosos de “absolvições” parciais e lugares de castigo temporário depois da morte;

2 - Os que “inovam” com utilizações de amuletos ou objetos “mágicos”, águas “ungidas”, óleos de “unção”, lenços “poderosos”, portas “abençoadoras”,etc., tornando os indivíduos em objetos de espetáculos “circenses” (o diabo cirandando com as pessoas). É a “TEOLOGIA DA PROSPERIDADE”;

3 - Os que, simplesmente, negam a existência do Todo-Poderoso, escarnecendo dEle.

OS FALSOS PROFETAS e a TEOLOGIA DA PROSPERIDADE

         As instituições que ensinam a seus fiéis que a pobreza é resultado de maldições espirituais, conseguem enganar os ambiciosos com a “Teologia da Prosperidade”.

         O diabo, e seus demônios, não têm nada neste mundo, sendo, por consequência de queda, malditos e detentores da condenação e tormentos eternos, no fogo do inferno eterno. Eles não têm bem algum nesta terra, já sabem muito bem dessa realidade irreversível. Mesmo assim, oferecem riquezas materiais aos ambiciosos de plantão.

Lucas 10:
18 E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.

Mateus 8:
28 E, tendo chegado ao outro lado, à província dos gadarenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho.
29 E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?

Mateus 25:
41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;

Judas 1:
6 E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;

Apocalipse 20:
10 E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.
...
14 E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.

         Sabedores da ambição que habita a maioria dos homens, o diabo e seus demônios criaram a “Teologia da Prosperidade”.

         Muitas pessoas desfazem-se dos poucos bens materiais que possuem, repassando-os às seitas, com intento de receberem muito mais. É um joguete diabólico. A maioria dessas pessoas ficam até mais pobres. Os que conseguem enriquecer, com certeza, não o conseguiram pelas mãos de Deus por três simples motivos: Deus não barganha com ninguém, nunca ensinou que todo crente deve ser rico e nunca afirmou que a pobreza é sinônimo de maldição.

         As bênçãos materiais que Deus concede, de acordo com a sua vontade, a alguns de seus servos mais que a outros, são resultados de trabalho honesto, não de barganha religiosa. Deus não dará bens a um servo fiel a Ele sabendo que isto resultará em distanciamento e/ou enfraquecimento de sua fé.

         Normalmente, os que aliam-se a alguma instituição religiosa por terem recebido algo (bens materiais, cura do corpo...), abandonarão a sua “fé” tão logo percam o que “conquistaram”.

         Alguns, entram nessas igrejas do diabo e, pensando que os falsos profetas têm algum “poder divino” para “mudarem situações”, decidem cumprir rituais objetivando prosperidades materiais. Ao saírem desses templos malditos, empenham-se mais no seu negócio, obtendo, como consequência de mais trabalho, fruto material próspero. O astuto diabo, aproveita tal situação atribuindo as “vitórias” obtidas por tais pessoas à condição de fidelidade às seitas dos falsos profetas. Assim conseguem prender esses fiéis por muito tempo.

Romanos 16:
17 E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.
18 Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples.

         Outros, por sua vez, por ignorância espiritual, ambição e/ou desejo de obter mais tempo de vida nesta terra, em virtude de desconhecimento da Palavra de Deus, fazem “pactos” diabólicos, e “recebem” alguma espécie de “prosperidade material” em troca. Aliam-se aos falsos profetas, tornando-se servos do diabo.

MILAGRES SATÂNICOS

Satanás faz “milagres” por meio dos falsos profetas? Vejamos biblicamente...

         Nem toda enfermidade é proveniente de ação satânica, é claro, mas resultante de fragilização da carne em virtude da queda do homem. Dois bons exemplos bíblicos disto dizem respeito a Timóteo e Trófimo, servos de Deus. Paulo não os curou. Não por falta de fé de Paulo ou como se as enfermidades fossem resultantes de castigo por algum pecado presente praticado por Timóteo e Trófimo, mas por não haver necessidade alguma na preparação do evangelho da paz.

I Timóteo 5:
23 Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas frequentes enfermidades.

II Timóteo 4:
20 Erasto ficou em Corinto, e deixei Trófimo doente em Mileto.

Há, porém, exemplos bíblicos de ações de satanás na proliferação de doenças em seres humanos.

Há uma covarde ação satânica relacionada à enfermidade de Jó, mesmo sendo um servo fiel a Deus (Jó 2:1 a 13).

Jó 2:
7 Então saiu Satanás da presença do SENHOR, e feriu a Jó de úlceras malignas, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.
8 E Jó tomou um caco para se raspar com ele; e estava assentado no meio da cinza.

         Há outro exemplo bíblico referente a um homem que pecou na igreja de Corinto.

Um homem da igreja em Corinto “abusou da mulher de seu pai” (sua madrasta). O apóstolo Paulo, pelo poder do Senhor Jesus Cristo, orientou que o homem fosse entregue a satanás para destruição da carne (morto), para que o espírito fosse salvo no dia do Senhor Jesus.

I Coríntios 5:
1 GERALMENTE se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai.
2 Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação.
3 Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou,
4 Em nome de nosso SENHOR Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo,
5 Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do SENHOR Jesus.
        
         Entendemos, de acordo com a segunda carta à igreja em Corinto, que o homem arrependeu-se, verdadeiramente, e Paulo orientou que o tal fosse perdoado para que os servos de Deus não fossem “vencidos por satanás”.

II Coríntios 2:
1 MAS deliberei isto comigo mesmo: não ir mais ter convosco em tristeza.
2 Porque, se eu vos entristeço, quem é que me alegrará, senão aquele que por mim foi contristado?
3 E escrevi-vos isto mesmo, para que, quando lá for, não tenha tristeza da parte dos que deveriam alegrar-me; confiando em vós todos, que a minha alegria é a de todos vós.
4 Porque em muita tribulação e angústia do coração vos escrevi, com muitas lágrimas, não para que vos entristecêsseis, mas para que conhecêsseis o amor que abundantemente vos tenho.
5 Porque, se alguém me contristou, não me contristou a mim senão em parte, para vos não sobrecarregar a vós todos.
6 Basta-lhe ao tal esta repreensão feita por muitos.
7 De maneira que pelo contrário deveis antes perdoar-lhe e consolá-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza.
8 Por isso vos rogo que confirmeis para com ele o vosso amor.
9 E para isso vos escrevi também, para por esta prova saber se sois obedientes em tudo.
10 E a quem perdoardes alguma coisa, também eu; porque, o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás;
11 Porque não ignoramos os seus ardis.

         O que chama a atenção é que os falsos profetas não propagam as centenas de “testemunhos” de seus fiéis que perderam bens materiais, em virtude de os depositarem em suas seitas, nem os que nunca foram curados de suas enfermidades. Será que eles seriam capazes de propagar essas ocorrências? E são muitas!

         As coisas de Deus são completamente diferentes das do diabo. O diabo procura ocultar tudo o que provoca vergonha aos observadores e os afasta de suas seitas.

Deus fez questão de deixar registrado, em sua Palavra (a Bíblia), ações dos discípulos que evidenciaram e a falta desta, as que demonstraram fidelidade e as que denotaram infidelidades, as que auferiram vitórias e as que resultaram em derrotas. Até os pecados praticados pelos seus servos foram registrados em sua Palavra. Nada ficou oculto. Foi necessário que tudo fosse registrado para que o homem entendesse que o Único que nunca peca é Deus. Todos os homens são falíveis. Todos dependem unicamente da graça e misericórdias de Deus. A atribuição de “Santidade” a qualquer que seja é uma forma de entronização de um pecador a qualidade de Deus. Isto é impossível!

         Tentei pregar o evangelho a muitas pessoas que afirmaram não terem conseguido seus objetivos materiais nas seitas dos falsos profetas e, algumas, perdido até o que possuíam. Não queriam mais ouvir o evangelho por estarem com ódio dos crentes. Não sabem diferençar os que são de Deus dos falsos profetas porque foram enganados nas seitas diabólicas pelos que se autodenominam “pastores”, “apóstolos” e/ou “bispos”. Os enganados, que saíram das seitas dos falsos profetas, propagarão o que passaram nessas seitas, afastando ainda mais pessoas de ouvirem a Palavra de Deus. Como as pessoas não conseguem diferençar os que são de Deus dos que não são, por própria culpa, por serem desconhecedoras da Palavra de Deus, não ouvirão. Assim, satanás, utilizando seus filhos, falsos profetas, vai conseguindo fazer com que milhares de pessoas morram na incredulidade.

Há, também, os que são fiéis das seitas de idolatrias, que aprenderam com os líderes dessas organizações diabólicas que “todo pastor é ladrão”. Sabemos que nessas seitas houveram, e ainda há, no mundo todo, líderes pedófilos. Houve, também, por longos períodos, alguns cobradores de indulgências, promíscuos, torturadores, assassinos, criminosos... Não podemos, e não devemos, atribuir a todos os líderes dessas seitas culpa por algum pecado que muitos praticaram ou ainda praticam. De forma alguma! Não seria honesto, justo nem sensato. A honestidade, a justiça e a verdade ensinaram-me a não atribuir a todos o que alguns fizeram ou continuam fazendo. A única certeza que temos a respeito dessas seitas de idolatrias é que tanto seus líderes como seus fiéis estão perdidos, sem salvação. Deus vê e sabe todas as coisas! Na verdade, essas seitas idólatras movimentam grandes quantias em dinheiro, nas cobranças por rituais de iniciações e dogmatismos, como batismos, confirmações, rituais antes da morte, pós-morte, anuais, avulsos, vendagens de amuletos, imagens de esculturas, dízimos, ofertas, etc.

O diabo faz com que os falsos profetas se autointitulem “pastores”, “apóstolos” e “bispos”, com a única finalidade de confundir o máximo de pessoas, possível, impedindo que ouçam a Palavra de Deus pelos seus verdadeiros servos.

Uma amiga minha, enganada por uma seita diabólica, não quis submeter-se a uma cirurgia no pescoço, em virtude de um pequeno caroço que apareceu, porque estava usando o “óleo da unção” comprado na igreja do falso profeta. Ela levava seu vidrinho de “óleo” na bolsa. O esposo dessa senhora chegou a ficar com ódio de mim porque a aconselhei passar pela cirurgia. Disse que eu era um homem sem fé. Perguntou-me se já havia experimentado, em minha vida, algum milagre. Respondi-lhe que todos os dias Deus me concede, até quando assim quiser, o milagre de estar vivo. Após muitos anos, o tumor da referida senhora cresceu de tal forma que ela andava com um cachecol ao redor do pescoço. Procurou um médico, mas já era tarde demais. Ela faleceu. O médico disse que se ela tivesse passado pela cirurgia teria quase cem por cento de chance de cura. Ela era uma das mais fiéis e não faltava a um só ritual da seita.

FALSA CURA

Muitas doenças desses que visitam as igrejas dos falsos profetas foram postas pelo próprio diabo. O diabo faz com que sofram com alguma enfermidade (tortura no corpo) e os induzem a procurar seus filhos, os falsos profetas. Quando um falso profeta, aliado do diabo e demônios, ordena que “tal espírito de enfermidade” saia, o diabo ou demônio responsável pela colocação da enfermidade reverte a sua ação, tendo como consequência uma FALSA CURA. Assim, o fiel pensa que foi curado por Deus e fica com medo de sair da seita diabólica. Estando preso à seita, o fiel entregará tudo o que o falso profeta exigir, até a sua própria vida.

II Tessalonicenses 2:
9 A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira,

Apocalipse 16:
14 Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso.

DEMÔNIOS QUE SE “AUTOEXPULSAM”

E com relação às expulsões de demônios? Vejamos:

Não é difícil para o diabo “FAZER DE CONTA”. Ele é perito em fazer algo parecer que é, não sendo; é um “mágico”.

O diabo, ou demônio, entra em uma pessoa que não é de Deus, muitas vezes nos templos dos falsos profetas. O enganado chega na seita do falso profeta com problemas e termina possesso por demônios. O diabo e seus demônios fazem de conta que obedecem às ordens dos falsos profetas nas “expulsões de demônios”, não se manifestando mais; apesar de muitas dessas pessoas continuarem com demônios dentro do corpo. Assim, o embuste estará completo. O fiel estará preso à seita diabólica e com medo. Este passará a “contribuir” financeiramente com a seita do diabo e não sairá mais de lá. Há alguma semelhança aos “terreiros”?

DEMÔNIOS HOMÔNIMOS INVOCADOS

Normalmente, em “terreiros” ou nas igrejas dos falsos profetas, os demônios se apresentam com nomes iguais, como: Zé Pelintra, Preto Velho, Zé Caveira, Pomba-Gira, Belzebu, etc. É impossível, por exemplo, o “Belzebu” aparecer ao mesmo tempo, no mesmo horário, em diversos terreiros e nas igrejas dos falsos profetas. Eles não são e jamais serão ONIPRESENTES. O Único que tem o atributo da ONIPRESENÇA é DEUS. Ninguém mais!

Na verdade, os demônios entram nas pessoas que não são de Deus e se autointitulam como querem. Da mesma forma que as centenas de pessoas diferentes são registradas com os nomes JOSÉ, MARIA, PEDRO, PAULO, etc., milhares de demônios, TODOS DIFERENTES, usam os mesmos nomes.

Desejo chamar a atenção aos conhecidos “santos” das seitas. Uma imagem de escultura recebe um nome de “santidade” e é invocada, ao mesmo tempo, em vários lugares, pelos fiéis das seitas. É impossível esse “santo” ouvir as petições de todos os fiéis dessas seitas, ao mesmo tempo, pois não há outro que tenha os atributos da ONIPRESENÇA e ONISCIÊNCIA, senão, tão-somente, DEUS.

Somente Deus é ONISCIENTE, ONIPRESENTE e ONIPOTENTE!

 Sabemos, também, que todos os servos de Deus que morreram, estão no CÉU. Não têm mais ligação alguma com esta terra de pecados. Os fiéis dessas seitas invocam espíritos dos que denominam “santos” que já morreram. Deus condenou, em Deuteronômio 11:12, a consulta a mortos.

Na verdade, os que consultam os mortos falam com demônios transfigurados.

II Coríntios 11:
14 E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.

DEMÔNIOS que “PROFETIZAM”, se “AUTOEXPULSAM” e “FAZEM MILAGRES

O próprio Senhor Jesus Cristo alertou acerca das “profecias”, “milagres” e “expulsões de demônios” feitas por falsos profetas. Leia:

Mateus 7:
15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
16 Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
17 Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
18 Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
19 Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
20 Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.

O texto transcrito, acima, de Mateus 7:15 a 23, é claríssimo com relação a este assunto. Os falsos profetas dirão ao Senhor Jesus Cristo que profetizaram em nome de Jesus, expulsaram demônios em nome de Jesus e fizeram muitas maravilhas (milagres) em nome de Jesus. O Senhor Jesus Cristo responderá que NUNCA OS CONHECEU. Então, é lógico afirmarmos que, como o Senhor Jesus Cristo NUNCA OS CONHECEU, as “profecias”, “expulsões de demônios” e “milagres”, feitos pelos falsos profetas, NUNCA FORAM FEITOS pelo Senhor Jesus Cristo.

Observe que as ações descritas, no texto acima (Mateus 7:22 e 23), pelo Senhor Jesus Cristo são as mais praticadas pelos FALSOS PROFETAS nos nossos dias.


POBREZA NÃO É SINAL DE MALDIÇÃO

Os falsos profetas, torcendo a Palavra de Deus afirmam que pobreza é sinal de maldição ou atuação de algum espírito mau.

Eles não conhecem a Deus, nem a sua Santa e Eterna Palavra!

O Senhor Jesus Cristo, apesar de ser o Rei Eterno, veio a este mundo, EM CARNE, materialmente POBRE, e assim permaneceu até a sua subida ao céu. Nasceu em Belém da Judéia, em uma manjedoura...

Mateus 2:
6 E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia Que há de apascentar o meu povo de Israel.

Lucas 2:
7 E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.

         O Senhor Jesus Cristo ordenou aos apóstolos para deixarem tudo o que possuíam.

Lucas 18:
28 E disse Pedro: Eis que nós deixamos tudo e te seguimos.

         Os crentes da Macedônia eram extremamente pobres. A Palavra de Deus não afirma que esta pobreza era resultado de maldição ou espírito mau:

II Coríntios 8:
1 TAMBÉM, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da Macedônia;
2 porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade.

         O Senhor Jesus Cristo afirmou que AOS POBRES É ANUNCIADO O EVANGELHO:

Mateus 11:
5 Os cegos veem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho.

         Tiago, inspirado pelo Espírito Santo, afirmou que Deus escolheu os pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros...; não em dinheiro ou bens materiais:

Tiago 2:
5 Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?

         O Senhor Jesus Cristo afirmou que é MUITO DIFÍCIL um RICO ir para o CÉU:

Lucas 18:
24 E, vendo Jesus que ele ficara muito triste, disse: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!

O apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu ao seu filho na fé, Timóteo, que tendo SUSTENTO, E COM QUE NOS COBRIRMOS, ESTEJAMOS CONTENTES e que OS QUE QUEREM SER RICOS CAEM EM TENTAÇÃO, E EM LAÇO, E EM MUITAS CONCUPISCÊNCIAS LOUCAS E NOCIVAS, QUE SUBMERGEM OS HOMENS NA PERDIÇÃO E RUÍNA:

I Timóteo 6:
7 Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.
8 Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.
9 Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.
10 Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

         O apóstolo Paulo afirmou que sabia ter fome e padecer necessidade. Não disse que essa fome e/ou necessidade era consequência de maldição ou de espírito mau:

Filipenses 4:
12 Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.

         Observe o que o apóstolo Paulo escreveu aos Corintos sobre os que esperam em Cristo só nesta vida:     

I Coríntios 15:
19 Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.

PARA QUE CONVERTER-SE?

         Por qual razão, então, alguém deve converter-se ao Senhor Jesus Cristo, se não for para ter abastança material?
        
         O Senhor Jesus Cristo responde:

Lucas 19:
10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.

         O Senhor Jesus Cristo não veio a esta terra para fazer alguém ter prosperidade material.

         A Palavra de Deus nos ensina que neste mundo teremos aflições e que a nossa cidade está no CÉU:

João 16:
33 Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

Filipenses 3:
20 Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,

       A vida com abundância descrita em João 10:10 refere-se à VIDA ETERNA. Leia, dentro do contexto, no mesmo capítulo, os versículos 26 a 30:

João 10:
10 O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
...
26 Mas vós não credes porque não sois das minhas ovelhas, como já vo-lo tenho dito.
27 As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;
28 E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.
29 Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.
30 Eu e o Pai somos um.


           É lógico que a VIDA ETERNA não é nesta terra, mas no CÉU!

         Deus escolheu os POBRES deste mundo para serem RICOS NA FÉ e HERDEIROS DO REINO, NO CÉU:

Tiago 2:
5 Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?

João 18:
36 Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.

O Senhor Jesus Cristo veio BUSCAR e SALVAR o perdido.

         Buscar para onde e salvar do quê?

Ele mesmo responde:

         Buscar para a casa do PAI:

João 14:
1 NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
2 Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
3 E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
4 Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
5 Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

         Salvar da condenação eterna do fogo do inferno:

João 3:
36 Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.

I Tessalonicenses 5:
9 Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo,

Mateus 10:
28 E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo.
        
Lucas 12:
4 E digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer.
5 Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.

Mateus 23:
33 Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno?

Mateus 25:
41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;

         Os que, na verdade, querem servir a Deus, não devem pensar nas coisas desta terra, mas nas celestiais. Ninguém passará a eternidade nesta terra. Quem não for para o céu irá para o inferno de fogo eterno, que será lançado no lago de fogo e enxofre.

Apocalipse 20:
14 E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.

         As coisas desta terra, a qualquer momento, serão retiradas de cada um, pois não trouxemos nada para este mundo e não levaremos nada daqui.

I Timóteo 6:
7 Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.

         Quem não pensa nas coisas celestiais, vive neste mundo como se não desejasse sair daqui.

         Não devemos desejar coisas terrenas, mas nos conformarmos com o que Deus nos permite ter temporariamente. Ninguém tem nada nesta terra. Todas as coisas terrenas são temporárias e passam para os que ficarem.

         Os falsos profetas obtêm êxito em suas ações diabólicas porque a grande maioria das pessoas só pensam neste mundo!

         Você morreu mesmo para este mundo?

Romanos 6:
8 Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos;

Romanos 14:
8 Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.

         Poucos amam mais as coisas celestiais que as terrenas.

Mateus 22:
14 Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

         Amo o lugar que irei morar eternamente. Lindo lugar! Observo a criação de Deus e penso...

         As coisas terrenas perderam a beleza original, criacional Divina, em virtude do pecado do homem. Mesmo assim, toda a criação ainda é linda. Imagine o NOVO CÉU e a NOVA TERRA que Deus preparou para os que o amam verdadeiramente! Esta terra que vivemos temporariamente será completamente destruída; não será “transformada”, como propõem alguns, mas destruída, para sempre, e com fogo.

II Pedro 3:
1 AMADOS, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero;
2 Para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador.
3 Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
4 E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
5 Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
6 Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
7 Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
8 Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
9 O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
10 Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
11 Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
12 Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? 13 Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.

Apocalipse 21:
1 E VI um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.

         Amo o Senhor Jesus Cristo! Nada, nada mesmo, é mais importante na minha vida que o meu Salvador e Senhor Jesus Cristo! Amo-o demais! Ele sabe disso. Irei louvá-lo e exaltá-lo para sempre, no NOVO CÉU e na NOVA TERRA. Amém e amém!

I João 1:
7 mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado.

Só o sangue do Senhor Jesus Cristo pode purificar o pecador, VERDADEIRAMENTE arrependido, de todo o pecado (I João 1:7). O mesmo Jesus ressuscitou, EM CARNE E OSSOS (Lucas 24:39), ao terceiro dia da sua morte, e voltará para arrebatar todo aquele que o recebeu como ÚNICO CAMINHO, ÚNICA VERDADE, ÚNICA VIDA ETERNA (João 14:6).

Sou SALVO PARA SEMPRE unicamente PELO SANGUE DO CORDEIRO DE DEUS (JESUS CRISTO). Tenho a certeza ABSOLUTA que sou SALVO APENAS PELA GRAÇA DE DEUS e VOU (COM CERTEZA) MORAR NO CÉU!

Tito 3:
5 não em virtude de obras de justiça que nós houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou mediante o lavar da regeneração e renovação pelo Espírito Santo,

Efésios 2:
8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus;
9 não vem das obras, para que ninguém se glorie.

Se alguém quiser acreditar ou não, não mudará o fato da EXISTÊNCIA DO INFERNO ETERNO DE FOGO. A Bíblia está cheia de textos que falam sobre o inferno eterno de fogo. Muitos que não criam, estão crendo tarde demais. Não seja um dos tais que apostaram nos “eus achos” e em doutrinas diabólicas e se arrependeram tarde demais.

Deus não leva em conta os "conhecimentos" e "habilidades" terrenas, nem trata o homem de acordo com os bens que possui, mas EXIGE que TODOS, EM TODO LUGAR, SE ARREPENDAM (Atos 17:30).

Lucas 12:15
E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.

Cada um deve reconhecer que é um pecador perdido (Romanos 3:23) e, por isto, arrepender-se dos seus pecados; crê que o Senhor Jesus Cristo pagou todos os pecados de cada um de nós com o sangue dEle (I João 1:7) porque não podemos, de forma alguma, pagar um só pecado; crê que o Senhor Jesus Cristo ressuscitou, em carne e ossos (Lucas 24:39), ao terceiro dia da sua morte e converter-se a Ele; não a uma religião, mas ao Senhor Jesus Cristo, recebendo-o como Único e Todo-Suficiente Salvador (João 14:6).

Fique, agora, a sós com Deus... Não exija nada dEle; pois, quem somos para exigirmos algo de Deus? Com toda humildade no seu coração ESVAZIE-SE DE TUDO O QUE APRENDEU... Sinta que você é (o que todo homem é): PÓ! Diga a Deus que você não merece nem falar com Ele, quanto mais OUVIR A SUA VOZ. Agora, arrependido por ser mais um PECADOR (como todos o são), peça MISERICÓRDIA A DEUS e CREIA QUE o SANGUE DO SENHOR JESUS CRISTO É o ÚNICO PAGAMENTO POR TODOS OS TEUS PECADOS (I JOÃO 1:7). Não precisas ouvir som algum, mas necessitas sentir, em teu coração, que Deus está pronto a te ouvir! Creia, sem dúvida alguma, que o Senhor Jesus Cristo RESSUSCITOU EM CARNE E OSSOS (Lucas 24:39)... Romanos 10:9 e 10.

Esvazie-se deste mundo e de tudo o que te prende (amarra) a ele e sinta a sua inutilidade para salvar a sua alma... Creia, no seu coração, que JESUS CRISTO é o ÚNICO (João 14:6) que PODE, PELA SUA INFINITA GRAÇA, AMOR e MISERICÓRDIAS, SALVAR A TUA POBRE E PERDIDA ALMA, AGORA!

Ore assim, não como uma reza, com coração sincero e arrependido, a Deus: Senhor Deus, eu sou um pecador perdido e por isso não posso fazer nada para pagar os meus pecados. Foi por isto que o teu Filho, Jesus Cristo, morreu na cruz: Para pagar todos os meus pecados com o sangue que derramou. Mesmo sem ter visto, pela fé, creio que o Senhor Jesus Cristo ressuscitou, ao terceiro dia da sua morte, em carne e ossos; está vivo no céu. Agora, eu abro o meu coração e te peço: Entre, agora, Senhor Jesus, no meu coração, perdoa todos os meus pecados, como perdoaste o ladrão que morreu na cruz ao teu lado; purifica-me com o teu sangue; livre-me da condenação eterna do fogo do inferno e dê-me, agora mesmo, o teu Espírito Santo para morar no meu coração para eu ter a certeza, agora, de morar no teu céu. Eu te recebo, agora, Senhor Jesus Cristo, como meu Único e TODO-SUFICIENTE Salvador e Senhor. Ó Deus! Eu te imploro, em nome do Senhor Jesus Cristo. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores